Espinha interna: quanto tempo demora para sair?


Se você sofre com a acne, as chances de que já tenha se deparado com uma espinha interna são grandes. Elas podem ocorrer até mesmo em pessoas que não têm propensão às inflamações e seguem uma estrita rotina de cuidados com a pele.

Apesar de comuns, as espinhas internas não deixam de ser um grande desconforto, causando dores agudas e alterações estéticas que podem abalar a autoestima e confiança de qualquer pessoa.

Antes de começar, é importante frisar que espinhas como essa precisam de atenção de um dermatologista. Por isso, não tente espremê-las por conta própria. Para entender melhor como essas espinhas se formam e o modo correto de cuidar delas, continue lendo este artigo que preparamos.

O que é uma espinha interna?

Espinhas internas se caracterizam por inflamações dolorosas que se formam logo abaixo da camada mais superficial da pele. Elas são conhecidas por não formarem a pústula, as erupções características da acne.

Elas são mais comuns em casos nos quais o paciente tem acne cística e podem ocorrer por diversos fatores, dentre eles o acúmulo de sebo, excesso de células mortas, sujeira e mais. 

Quanto tempo demora secar uma espinha interna?

Nós entendemos que, quando se observa a formação de uma espinha interna, o primeiro impulso é tentar estourá-la. Essa prática, no entanto, pode ser mais prejudicial do que benéfica.

Em média, uma espinha interna leva de sete a dez dias para se curar completamente. O ideal é continuar cuidando de sua pele, fazendo limpeza periódica e utilizando pomadas de cicatrização para adiantar o processo.

Ter um pouco de paciência e esperar que a espinha interna seque sozinha pode prevenir danos mais profundos à sua pele.

Por que nascem espinhas internas no meu rosto?

O surgimento de espinhas internas tem relação com o desequilíbrio hormonal, muito característico do período de puberdade. Já em adultos, espinhas internas podem estar ligadas a fatores emocionais, tais como estresse, ansiedade e outros problemas psicológicos.

A alimentação também tem um grande papel na formação de espinhas. Uma dieta cheia de alimentos ricos em gorduras e açúcares pode estimular a produção de oleosidade na pele e criar um ambiente propício à formação de espinhas internas.

Para pessoas com peles acneicas, a exposição ao sol também pode ser um fator de importância. Por isso, usar protetor solar é mandatório para evitar a formação dessas dolorosas inflamações.

Como tratar uma espinha interna?

Certos cuidados com a pele, como uma boa rotina de limpeza, alimentação saudável e proteção contra a radiação solar são importantes no tratamento de espinhas internas.

Apesar disso, se esse problema se mostra constante, é importante que você procure a ajuda de um dermatologista para orientar-se sobre o tratamento. A avaliação de um profissional da área pode tornar todo o processo mais fácil e menos doloroso.

A DermaSEr é uma das principais clínicas de dermatologista em São Paulo, contando com diversos profissionais capacitados e prontos para te ajudar a cuidar da pele do seu rosto e se ver livre das espinhas internas. Entre em nosso site e agende uma avaliação!

Conheça também: Remoção de Tatuagem a laser | Dermatólogo tricólogo

Contato

Nossa clínica de Dermatologia está localizada próximo a Paulista.

Clínica de remoção de tatuagem

(11) 3885-9020 | (11) 3171-1901
(11) 99995-4200
[email protected]
Rua Manuel da Nobrega, 354 - 10º andar - São Paulo - SP.
Segunda a Sexta-feira 8h:30 às 20:00
Sábados 9h às 12h:30

Newsletter

Deixe seu e-mail e receba conteúdos e novidades:

    ×

    Powered by WhatsApp Chat

    ×